Ode à Acirv - com Zé Alberto Morais

Marcha que Flávio Damásio de Paula compôs em 2009. A fonte inspiradora foi a história do bairro de Caramuru e a trajetória da Academia dos Imortais do Rio Vermelho (Acirv). A melodia é de autoria do trompetista e maestro Celso Xavier Marques. Eis a letra;

ODE À ACADEMIA DOS IMORTAIS DO RIO VERMELHO

Salve!  Salve!  Ó Rio Vermelho!
De seresteiros, cantores,
Poetas e trovadores,
Nós te louvamos demais!
És um celeiro de artistas
Esbanjando os seus valores,
Mostrando ao mundo os fulgores
Que não se apagam jamais...

Caramuru cria a história,
Acirv cria imortais.
Salve Senhora Sant’Ana,
A mãe da Virgem Maria!
Salve a Rainha do Mar,
Salve! Salve Yemanjá!
Diz a crendice baiana:
Duas mães a nos guiar...

Caymmi, Fahel e Amado
São nomes cheios de glória,
Que vivem em nossa memória,
Cada qual com o seu legado.
Salve a nossa Academia,
Orgulho de nossa gente,
Silogeu efervescente
No coração da Bahia!