Eduardo Morais de Castro

Ubaldo Marques Porto Filho

Eduardo Morais de Castro nasceu em Salvador, a 27 de janeiro de 1948.  Provém de uma família com tradição empresarial, que vem desde o bisavô, João Gomes, importante comerciante na praça de Salvador. Seu avô, Manoel Lopes de Azevedo Castro, foi vice-presidente da Associação Comercial da Bahia no período de 1919 a 1924. O pai, Álvaro Gomes de Castro, fundou em 15 de julho de 1960 a Morais de Castro Comércio e Importação de Produtos Químicos Ltda.

Aos 15 anos Eduardo começou a trabalhar na empresa do pai, sendo hoje sócio majoritário e principal diretor.  Morais de Castro atua no mercado químico industrial com importação, distribuição e revenda de 253 produtos nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste do Brasil. Tem matriz em Salvador e filiais no Rio de Janeiro e na cidade pernambucana de Jaboatão dos Guararapes.

Eduardo é portador do primeiro diploma concedido pela Escola de Administração de Empresas da Bahia, que deu origem à atual Universidade do Salvador (Unifacs). Na Universidade Estácio de Sá fez pós-graduação em ‘logística integrada à empresa’. De 1976 a 1988 foi professor da Escola de Administração de Empresas da Bahia, sendo atualmente membro do Conselho Universitário da Unifacs.

Participa de diversas instituições, dentre elas o Instituto Geográfico e Histórico da Bahia, Instituto Genealógico da Bahia, da Associação da Nobreza Histórica do Brasil, da Irmandade do Santíssimo Sacramento e Nossa Senhora da Conceição da Praia, da Devoção do Senhor Bom Jesus do Bomfim e da Santa Casa da Misericórdia da Bahia.

Eduardo é presidente do Conselho de Curadores do Imic - Instituto Miguel Calmon de Estudos Sociais e Econômicos, diretor da Associação Brasileira do Comércio de Produtos Químicos e Petroquímicos. Atua como conselheiro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Estado da Bahia e da Câmara Portuguesa do Comércio Brasil-Bahia. Sua ligação com a comunidade lusa é bem estreita, possuindo inclusive a cidadania portuguesa

Em 15 de dezembro de 2008, na categoria Comércio, foi agraciado com o prêmio Personalidade 2008, láurea concedida pela Revista Comércio, Indústria e Turismo. No ano seguinte, o Conselho Regional de Administração da Bahia conferiu-lhe o título Administrador Emérito 2009. No dia 30 de julho de 2010 recebeu o diploma de Comerciante do Ano 2010 e a Medalha Visconde de Cairú, títulos outorgados pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia.

Eduardo Morais de Castro assumiu o comando da Associação Comercial da Bahia no dia 16 de julho de 2007. Reeleito para um segundo biênio, terá esse novo mandato encerrado no dia 11 de agosto de 2011.

O 47º presidente da Associação Comercial da Bahia é casado com Amélia Maria Guimarães de Castro. Tiveram três filhos, André, Felipe e Rafael Guimarães de Castro. São avós de Carolina Ferreira de Castro, filha de André e Carla Lidiane Ferreira de Castro.

Texto retirado das páginas 41/42 do livro
‘200 Anos da Associação Comercial da Bahia’,
de Ubaldo Marques Porto Filho,
publicado em  2011.