Márcio Santos Souza

Ubaldo Marques Porto Filho

Nascido em 17 de março de 1944, na cidade baiana de Ruy Barbosa, mas criado em Salvador, no bairro do Rio Vermelho, Márcio Santos Souza obteve destaque nacional nos segmentos do turismo, dos cartões de crédito e no setor bancário. Começou em 1964, quando foi admitido como escriturário no Banco Corrêa Ribeiro, que seria incorporado pelo Banco Brasileiro de Descontos (Bradesco), onde rapidamente galgou os diversos cargos na hierarquia de uma agência: chefe de seção, chefe de serviço, subgerente e gerente.

Transferido para a Bradesco Turismo S.A., assumiu em 1970 a gerência de Salvador. Recebeu treinamento para executivo de turismo e participou de diversos cursos especializados, inclusive de um promovido pelo Histarte, específico para guias, pois queria conhecer o mister do trabalho dos profissionais na condução dos grupos de turistas pela capital baiana. Sua ascensão na Bradesco Turismo também foi rápida, sendo logo promovido a gerente setorial Norte e Nordeste do Brasil, sediado na capital baiana e com área de jurisdição até Manaus.  Em 1985, designado diretor da Bradesco Turismo e da Companhia Nacional de Cartões de Compras (Sistema Elo), passou a residir em São Paulo.

Em 1986, coordenou o encerramento das atividades do Sistema Elo, que foi sucedido pela Bradesco Administradora de Cartões de Crédito, da qual se tornou vice-presidente e foi um dos responsáveis pela criação do novo cartão de crédito do Bradesco. Em 1988, em Tóquio, participou do Congresso Mundial do JCB, o maior cartão de crédito do Japão. No ano seguinte, em Detroit, Estados Unidos, esteve na Conferência do Sistema Credit Master, promovido pelo Security Bank Trust.

Em 1990, integrou a equipe de negociação com o Visa Internacional, para o lançamento do Cartão Bradesco Internacional. Participou em 1993 da criação e operacionalização do Cartão Gold Bradesco, bem como do Cartão de Afinidade, direcionado aos clubes de futebol e entidades beneficentes, com a bandeira Visa.

Como vice-presidente e principal executivo do Bradesco na área dos cartões, Márcio Santos Souza teve sob o seu comando uma rede formada por 1.208 funcionários, dentre eles dois diretores estatutários, três diretores técnicos e 30 superintendentes regionais. Foi membro do Comitê Executivo e único representante das instituições financeiras do Brasil no Comitê de Produtos e Mercados do Visa Internacional, o maior sistema de pagamentos do mundo, tendo como membros bancos de mais de 100 países. Participou de reuniões da junta diretiva do Visa em Berlim, Cannes, Hong Kong, Guadalajara, Cancun, São Francisco, Miami, Orlando, Charlestown (Ilha de Névis, Caribe), St. John (Ilhas Virgens Americanas) e McLean (Virgínia, Estados Unidos).

Márcio chegou ao topo da carreira no Grupo Bradesco em 10 de março de 1994, quando foi eleito diretor estatutário do Banco Bradesco S.A., passando a fazer parte do Comitê de Sistemas do Banco, da Elo Tecnologia, empresa coligada ao Bradesco, e da mesa regedora da Fundação Bradesco. Enfim, uma trajetória das mais bem sucedidas, de escriturário a diretor do maior banco privado da América Latina.

Ao deixar o Bradesco, por motivo de aposentadoria, Márcio montou seus próprios negócios: Make Travel Turismo e Viagens Ltda e THB Hotéis e Turismo Ltda, ambas com sede em São Paulo e com representações em Salvador. Tem atuado também como consultor e já prestou serviços às seguintes instituições: Visa Internacional, na implementação do programa “Rio Welcome Visa”, com o objetivo de trazer turistas do mundo inteiro para o Brasil, tendo o Rio de Janeiro como porta de entrada; EDS - Eletronic Data Systems do Brasil, uma das maiores empresas de processamento de cartões no mundo; Banco Opportunity, visando o lançamento de um cartão de crédito virtual no portal IG, em parceria com o Unibanco; e à Associação Comercial de São Paulo, para a implantação do Cartão Private Label, destinado aos associados da entidade.

Dedicou-se ainda ao cultivo das atividades classistas. Ocupou a vice-presidência do Skal Club da Bahia, entidade dos profissionais do turismo, e por mais de dez anos foi vice-presidente da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). Como integrante do trade turístico baiano, paulista e nacional, Márcio Santos Souza prestou relevantes serviços ao desenvolvimento do turismo na Bahia e no país. Em Salvador, é membro da Academia dos Imortais do Rio Vermelho (Acirv) e conselheiro fundador do Conselho de Cultura e Turismo do Rio Vermelho.

Texto publicado nas páginas 260/261 do livro
‘Bahia, Terra da Felicidade’,
editado em 2006.