Santiago Campo

Ubaldo Marques Porto Filho

Santiago Coelho Rodríguez Campo é baiano de Salvador, tendo nascido em 20 de maio de 1962. Graduado pela Faculdade de Ciências Contábeis da Fundação Visconde de Cayru, é pós-graduado em política e estratégia pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (Adesg).

Santiago Campo é sócio proprietário da Campomar Comércio de Equipamentos de Pesca e Náutica, empresa fundada em 1954 por seu pai, José Rodríguez Campo, o Pepe da Campomar. Além da atividade como empresário no setor do comércio náutico, exerce funções como consultor de negócios através da sua empresa DDG Consultoria e Representação Comercial. Na Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração do Governo do Estado da Bahia ocupou cargos importantes, dentre eles o de coordenador do setor das Micro, Pequenas e Médias Empresas, Conselheiro da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH) e do Instituto Mauá.

Sempre ativo na classe empresarial, foi diretor do Sindicato dos Lojistas da Bahia e presidente da Associação dos Empresários do Comércio (Aecom), cuja gestão foi marcada pelo início da revitalização da região símbolo da Cidade Baixa, com a criação do Escritório de Revitalização do Bairro do Comércio, a realização da Casa Cor durante três anos consecutivos, a criação da Companhia Independente da Polícia Militar, do Conselho de Segurança Pública, bem como pela chegada das faculdades e do Tribunal Regional do Trabalho, dentre outros empreendimentos.

Na Associação Comercial da Bahia, a mais antiga instituição empresarial da América Latina, foi diretor de 2000 até 2007, quando se tornou membro da Comissão de Contas. Como representante da ACB participa do Conselho Estadual de Saúde do Estado da Bahia e da Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba).

Filho de espanhóis da região autônoma da Galícia, possui cidadania espanhola e tem participação relevante na comunidade hispano-galega de Salvador. No Hospital Espanhol, uma referência na Bahia, foi diretor de relações públicas, coordenador da revista Informativo do Hospital Espanhol, 2º secretário e 2º vice-presidente. Atualmente é conselheiro e presidente da Assembleia Geral.

Na Associação Cultural Hispano-Galega Caballeros de Santiago, que representa na Bahia a história, a cultura e o turismo galegos, foi diretor de patrimônio, coordenador da revista Caballeros de Santiago, 1º secretário, 1º vice-presidente e atual presidente.

O presidente da Caballeros de Santiago fomentou intercâmbios com diversos organismos no exterior. No contexto acadêmico sedimentou uma parceria com a Universidade de Santiago de Compostela, uma das mais antigas da Europa, e também iniciou entendimentos com a Universidade de Murcia, para viabilizar a primeira parceria com uma unidade universitária da Espanha fora da região da Galícia.

Em sua administração transcorreram as festividades do Jubileu de Ouro da entidade que tem prestado relevantes serviços às comunidades galega e baiana, desde que foi fundada, em 22 de novembro de 1960. Ele também coordenou as comemorações do Ano Xacobeu 2010 e tem liderado, em conjunto com a Central das Entidades do Rio Vermelho, as principais homenagens pelo Dia Municipal de Caramuru, celebrado em Salvador no dia 5 de outubro.

Tudo isso, levou a Câmara Municipal de Salvador, por requerimento do seu presidente, vereador Pedro Godinho, a convocar uma Sessão Especial em homenagem a Caballeros de Santiago, realizada no Plenário Cosme de Farias, no dia 29 de novembro de 2011, que encerrou oficialmente o longo ciclo das efemérides alusivas ao Cinquentenário da Fundação da Caballeros de Santiago.

O evento na mais antiga Casa Legislativa do Brasil, que somente é permitido quando um fato excepcional justifica uma Sessão Especial, representou também o coroamento do êxito da gestão sob a batuta de Santiago Campo.

Reconhecidamente, o 14º presidente da Associação Cultural Hispano-Galega Caballeros de Santiago muito tem contribuído para solidificar o prestígio da instituição como difusora do ensino do idioma espanhol, dos cursos de dança e culinária, além das promoções artísticas, teatrais, literárias e de outras naturezas, sempre abertas à comunidade soteropolitana.

Enfim, a sede da Caballeros de Santiago, com seus múltiplos espaços (auditório-cine-teatro, salão de eventos, biblioteca e salas de aula) tornou-se um importante e diversificado centro cultural.

No tocante ao zelo pela história galega, o presidente coordenou a elaboração do ‘Proyecto Caramuru Gallego’, que visa a institucionalização de uma cidade na Galícia como berço natal de Diogo Álvares Corrêa, o Caramuru. Esse projeto foi transformado num livro editado em espanhol, com título homônimo, tendo Santiago Campo como coautor.

Como empresário e como uma das mais expressivas lideranças da sociedade galega, Santiago Campo participou de dezenas de congressos, seminários e fóruns, no Brasil e no exterior. Entre os mais significativos figuram o IX Pleno do Conselho de Comunidades Galegas, promovido pela Xunta de Galicia, em Montevidéu, Uruguai (2009), o X Pleno Santiago de Compostela, 2012 o 3º e o 4º Encontro de Empresários e Profissionais Galegos em Rede, ambos realizados (2009 e 2010) em Santiago de Compostela, capital da Galícia.

Santiago Coelho Rodríguez Campo é portador de diversas honrarias, onde se destacam os seguintes títulos: Sócio Benemérito da Real Sociedade Espanhola de Beneficência, mantenedora do Hospital Espanhol de Salvador; Amigo da Marinha, concedido pelo 2º Distrito Naval; Amigo da Polícia Militar do Estado da Bahia; Comenda Rui Barbosa, outorgada pela Academia Brasileira de Arte, Cultura e História; e a Medalha D. Pedro I, conferida pelo Serviço de Museus Históricos da Secretaria dos Negócios da Educação do Estado de São Paulo.

No bairro do Rio Vermelho, onde fica a sede da Associação Cultural Hispano-Galega Caballeros de Santiago, o seu atual presidente goza de vasto conceito e tem a seu crédito o fato de ter aberto a entidade à comunidade riovermelhense, inclusive filiando-a à Central das Entidades do Rio Vermelho. Santiago Campo integra o Conselho Fiscal do Cultura e Turismo do Rio Vermelho.

Por proposta do vereador Henrique Carbalhal, a Câmara Municipal de Salvador aprovou, por unanimidade, a concessão da Medalha Thomé de Souza, a mais alta honraria concedida pela primeira Casa Legislativa do Brasil, ao empresário Santiago Campo.

Texto publicado nas páginas 129/130 do livro
‘Cinco de Outubro, Dia de Caramuru’,
editado em 2012.