Sérgio Guedes

Ubaldo Marques Porto Filho

Sérgio Augusto Guedes nasceu em Salvador, no dia 18 de dezembro de 1932. No final da década de 1930, morou na Rua Odilon Santos, no bairro do Rio Vermelho.

Em São Paulo, Sérgio Guedes foi jornalista em ‘O Estado de S. Paulo’ durante seis anos. Em 1960, abandonou o segundo ano na tradicional Faculdade de Direito São Francisco e foi estudar na Universidade dos Povos (Patrice Lumumba), em Moscou, onde se diplomou em engenharia geológica.

Permaneceu na União Soviética até concluir o mestrado, em 1967, quando retornou ao Brasil. De 1971 a 1972 esteve na França, estagiando em Paris e Toulouse, no Laboratoire Central des Ponts et Chausseés, órgão vinculado ao Ministério de Construção Civil do Governo Francês.

De volta ao Brasil, exerceu atividades profissionais no Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo, onde projetou o Departamento de Tecnologia de Rochas e fiscalizou obras do Complexo Hidrelétrico de Urubupungá: barragens de Jupiá e Ilha Solteira. Na Themag Engenharia foi responsável por especificações técnicas para as barragens de Tucuruí, no Pará, e de Porto Primavera, em São Paulo.

Voltando à Bahia, trabalhou na Companhia de Desenvolvimento do Vale do Paraguaçu - Desenvale, onde participou da construção da Barragem de Pedra do Cavalo, período em que residiu na cidade de Cachoeira.

Como especialista em tecnologia de agregados de concreto, prestou serviços à Tecnosolo, em Manaus, e noutras importantes empresas da construção civil, além de ter ministrado cursos no Brasil e no exterior.

È assessor da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo e fala fluentemente russo, francês e inglês.

Texto publicado na página 204 do livro
‘Rio Vermelho’,
de Ubaldo Marques Porto Filho,
editado em 1991.