Alfredo Magalhães

Ubaldo Marques Porto Filho

Alfredo Ferreira de Magalhães nasceu em Salvador, a 10 de fevereiro de 1873. Menino prodígio, tinha grande facilidade para as línguas, tendo aprendido francês, latim e inglês. Aos 18 anos recebeu o grau de doutor em ciências médicas e cirúrgicas pela Faculdade de Medicina e Farmácia da Bahia.

Além da medicina dedicou-se, também com brilhantismo, ao magistério, que exerceu após aprovado em vários concursos para cadeiras na faculdade onde se formara. Atuou também como professor do nível secundário, tendo em 4 de novembro de 1902 sido empossado como diretor do Instituto Normal, conceituado estabelecimento de ensino.

Médico humanitário, o professor Alfredo Magalhães construiu no Morro do Menino Jesus, no Rio Vermelho, em área doada por Adolpho Moreira, o Hospital das Crianças, inaugurado em 25 de dezembro de 1936. Foi a sublimação de um sonho iniciado em 1903, quando criou o Instituto de Proteção e Assistência à Infância da Bahia, para oferecer serviços médicos gratuitos às crianças carentes, de zero até 15 anos.

Gostava tanto de crianças que do seu casamento, com Maria Egydia da Silva Magalhães, nasceram 14 filhos. Alfredo Magalhães se aposentou aos 68 anos, como professor catedrático de Clínica Pediátrica Médica e Higiene Infantil da Faculdade de Medicina da Bahia.

Acometido de um grave problema circulatório, faleceu aos 70 anos, no dia 16 de fevereiro de 1943, em sua residência, no palacete de número 4 da Praça Colombo, um dos mais belos do Rio Vermelho. Com a sua morte, a unidade hospitalar do bairro passou a se chamar Hospital das Crianças Alfredo Magalhães.

O mestre deixou para a posteridade mais de 400 trabalhos nas áreas da medicina e da educação. Foi agraciado com dezenas de títulos científicos e honoríficos. Em sua homenagem, existe no Rio Vermelho a Escola Estadual Alfredo Magalhães. No bairro da Barra, perto do Farol da Barra, existe a Rua Alfredo Magalhães.

Fontes:
1.      Livro ‘Rio Vermelho’,
de Ubaldo Marques Porto Filho
publicado em 1991.
2. Trabalho dos alunos da Escola Estadual Alfredo Magalhães,
organizado pela professora Ilana Mara Campos Rodrigues, em 2009.