Deocleciano Souza

Ubaldo Marques Porto Filho

Deocleciano Ignácio de Sousa, baiano de Jaguaquara, nasceu em 13 de março de 1910. Médico clínico diplomado pela Faculdade de Medicina da Bahia, chegou para residir no Rio Vermelho, no loteamento do Parque Cruz Aguiar, em janeiro de 1951.

Ele havia adquirido, três meses antes, a Farmácia Miriam, pertencente a Juvêncio Leal. Logo trocou o nome do estabelecimento para Farmácia Santo Inácio, que durante a década de 1960 funcionou na parte térrea (antigo Armazem Rio Vermelho), do sobrado residencial da família Taboada.

O doutor Deocleciano Sousa tornou-se uma das pessoas mais estimadas do Rio Vermelho. Mesmo ao se aposentar, como médico da Prefeitura Municipal, continuou trabalhando e dedicando uma parte do seu tempo aos pobres, aos quais atendia gratuitamente no Centro Social Monsenhor Amílcar Marques, em funcionamento na antiga Igreja Matriz do Rio Vermelho, no Largo de Santana.

O médico humanitário faleceu em Salvador, no Hospital Santo Amaro, em 7 de fevereiro de 2002, aos 91 anos. Foi sepultado no Cemitério Jardim da Saudade.

Fontes:
1. Livro ‘Rio Vermelho’,
de Ubaldo Marques Porto Filho,
publicado em 1991.
2. Jornal A Tarde,
edição de 8 de fevereiro de 2002.