Luiz Freitas

Ubaldo Marques Porto Filho

Nascido em Salvador, no dia 20 de agosto de 1900, Luiz Freitas era de família tradicional do Rio Vermelho. No dia 18 de fevereiro de 1939, casou-se com Maria Joselita Ferreira Freitas, na Igreja de Sant’Ana do Rio Vermelho, em solenidade oficiada pelo pároco Feliciano Rodrigues do Nascimento.

Luiz gozava de grande prestígio como pintor. Trabalhava por encomenda, mas não vivia exclusivamente das artes plásticas, pois era bancário, funcionário do Banco da Bahia.

Em 1946, num óleo sobre tela, retratou a Igreja Matriz do Rio Vermelho, mostrando-a reinando no Largo de Santana. Ele doou esse quadro à Paróquia do seu bairro, que se encontrava sob o comando do padre Alcides Cardoso.

No dia 20 de novembro de 1955, aos 55 anos, Luiz Freitas faleceu em decorrência de problemas cardíacos. Deixou três filhos menores (Ana Maria, Denise e Antônio Carlos Freitas) e dezenas de obras espalhadas por coleções particulares.

----------------------------------------------------
Texto publicado nas páginas 46/47 do livro
‘100 Anos da Paróquia do Rio Vermelho’,
de Ubaldo Marques Porto Filho,
 editado em 2013.