Nelson Fonseca

Ubaldo Marques Porto Filho

Nelson Nogueira Fonseca nasceu em Salvador, no dia 16 de setembro de 1942. Passou a adolescência e a juventude no Rio Vermelho, sempre morando na Rua Caetité.

Aos treze anos já participava de provas de natação, conquistando vários títulos pelo Esporte Clube Vitória. Depois transferiu-se para o clube do coração, E.C. Bahia, onde sagrou-se hexacampeão baiano e representou o Estado em diversos campeonatos brasileiros. O nado peito e o nado livre eram suas especialidades, tendo batido recordes em disputas intercolegiais, nas Olimpíadas Baianas da Primavera e no Campeonato Baiano. Além das piscinas, foi tambem um ás nas águas abertas, em rios e no mar.

Da famosa Travessia Mar Grande-Salvador, que congregava a elite dos fundistas brasileiros, Nelson Fonseca participou durante seis anos consecutivos. Na edição de 1960, mesmo desclassificado por ter saído da área de segurança, juntamente com todos os competidores, arrastados por uma forte correnteza de maré vazante, para além dos limites da Baía de Todos os Santos, foi um dos que não acatou a ordem do diretor-geral da prova, para recolhimento dos nadadores. Nelson continuou lutando contra a correnteza, até atingir o local de chegada, na enseada do Porto da Barra, sendo o único que concluiu a travessia.

Carregado em delírio pela multidão, que aguardava pelo valente nadador, foi aclamado pelo povo como vencedor da 6ª Travessia. Virou ídolo dos torcedores do Bahia, clube que representava, e o apelido que já carregava, Nelson Jacaré, tornou-se consagrador, como símbolo da coragem e das proezas na natação.

Nelson Nogueira Fonseca foi diretor esportivo do Grêmio Juventude do Rio Vermelho e supervisor de esportes da Associação Atlética Baneb, pertencente aos empregados do Banco do Estado da Bahia, onde trabalhou a vida inteira. E foi nas dependências deste clube que faleceu, aos 56 anos, em 7 de outubro de 1998. Participava de um jogo de futebol, entre atletas veteranos, quando se sentiu mal. Na enfermaria teve um enfarte fatal.

Através da Lei Municipal nº 6.126, sancionada em 31 de maio de 2002, o logradouro nº 22.805, localizado na confluência da Rua Caetité com a Avenida Juracy Magalhães Júnior, no bairro do Rio Vermelho, recebeu a toponímia de Praça Nelson Fonseca.

--------------------------------------
Texto publicado na página 4 do
‘Jornal do Rio Vermelho’
Nº 44 - Agosto 2002.