Tia Ciata

Ubaldo Marques Porto Filho

No Rio de Janeiro morava uma exímia cozinheira baiana, de Santo Amaro, que vendia comidas baianas em sua casa, perto da Praça Onze. Chamava-se Hilária Batista de Almeida, a Tia Ciata.

Segundo se dizia, teria sido da sua casa que o samba de roda do Recôncavo se espalhou, dando origem ao samba carioca. O fato é que a casa da quituteira se constituía num ponto de encontro de músicos, compositores e boêmios.

Um dos frequentadores, o carioca José Barbosa da Silva, mais conhecido por Sinhô, compôs vários sambas com temática baiana. Dois ficaram famosos: o polêmico ‘Quem São Eles’, gravado por Baiano, em 1918; e ‘Fala Meu Louro’, gravado por Francisco Alves, em 1921.

---------------------------------------------
Texto publicado na página 58 do livro
‘Bahia, Terra da Felicidade’,
de Ubaldo Marques Porto Filho,
editado em 2006.